João Vás e Lima
21/12/2018
Uma reflexão sobre o avanço do digital na maneira como vivemos os clubes.

A maneira em que os adeptos do futebol se envolvem agora com o futebol mudou significativamente.

O aspeto mais notável desta evolução é o uso crescente das redes sociais. A transformação digital – e a tecnologia que a alimenta – permitiu aos adeptos interagirem com seus clubes para lá dos 90 minutos dos jogos.

O digital garante que o jogo nunca termine.

O digital passou a ser o centro das atenções e muitos adeptos esperam que o clube ofereça uma experiência atraente e conectada que atenda à crescente procura de envolvimento com o clube.

Para um clube como o Sporting recusar-se a abraçar as oportunidades que o mundo digital tem para oferecer não é mais uma opção.

O clube precisa de uma estratégia e planeamento de negócio totalmente nova para a era digital – e não apenas de uma simplista estratégia digital para incorporar ao modelo existente.

O futuro é já.

O potencial emergente dos recentes desenvolvimentos digitais fez-nos olhar mais de perto a transformação futura do negócio do futebol na era digital.

Um adepto de um grande clube europeu, nos dias de hoje, interage digitalmente com seu clube em várias ocasiões, através de diferentes devices, aplicativos e canais. Ele pode comprar bilhetes, assistir a jogos ao vivo em stream, transmite ele mesmo vídeos e consome todas as notícias e pontos de vista em torno de seu clube e de seus jogadores.

O céu é o limite, com cada vez mais conteúdo a serem criados, distribuídos e partilhados.

Cresce a procura do adepto pela imersão em uma experiência contínua e a disponibilidade financeira para a alcançar aumenta em paralelo.

Esta experiência é facilitada por um ecossistema digital totalmente integrado e direcionado para a experiência sensorial imediata.

Os clubes de futebol serão levados ao limite em termos de conteúdo e gestão de tecnologia para entregarem estas novas funcionalidades aos adeptos.

Por outro lado, os clubes, agora, conhecem os adeptos melhor do que nunca. Qualquer adepto que interaja com o clube, digitalmente, deixa um rasto de informação preciosa sobre os hábitos de consumo.

Mas será que o nosso clube está a aproveitar o potencial desta informação?

Imaginem se o clube soubesse exatamente o que cada um dos sócios e adeptos gostam de comer, onde se quer sentar no estádio, quais vídeos ele gosta de assistir ou quais as camisolas de jogadores quer comprar. Ou seja, quando os clubes estão em posição de oferecer uma experiência totalmente personalizada aos seus sócios e adeptos?

Isto, é o que a geração do digital espera que seja o futuro.

 

 

As opiniões escrita e publicadas, por via de artigos de opinião ou crónicas, no site Tribuna Leonina vinculam somente os seus autores. A Tribuna Leonina é um site plural e tem no seu grupo de colaboradores e amigos, pessoas com pensamentos e sensibilidades variadas.

Por ser plural e democrática, são publicados os artigos que os autores nos fazem chegar e que, reiteramos, naturalmente, apenas os vinculam individualmente. 

A Tribuna Leonina

Close Menu